Batman VS Superman e como não existe meio termo

Batman VS Superman não é um filme tão ruim quanto a crítica sugere, mas também não é um filme tão bom quanto os fãs queriam. Existe meio termo? Vivemos em tempos assustadores, caro leitor. E não digo só pelo Brasil com o seu FlaFlu político, mas com todo o mundo. As pessoas não conseguem mais simplesmente gostar de alguma coisa, ou achar mediano. Se você sai do cinema e sua reação ao filme é “é, daorinha”, você não está sendo sincero, ou está em cima do muro. Não existe mais meio termo, o mais ou menos, a média ou o famoso 6.0 de média em matemática.

Dois dias atrás assisti Batman VS Superman no cinema com alguns amigos. Depois de lanchar no Burger King, fui pra casa pra finalmente poder ler as “críticas especializadas” sobre o assunto. E me espantei com a reação do público. Apesar do filme ter arrecadado U$ 170 milhões entre sua estreia e o domingo de páscoa (só nos EUA), a batalha entre as duas maiores figuras da DC foi chamada de “tediosa”, “horrorosa”, “decepcionante”, “ruim”, entre outros adjetivos não tão enaltecedores.

Acontece que, gente, o filme não é tão ruim assim, não. Também não é ótimo. Entre 0 e 10 existe uma infinidade de números que podemos classificá-lo, sendo nem 0 e nem 10 as duas notas mais justas.

Sim, o filme tem problemas. Problemas graves, que para evitar spoilers, eu não vou me aprofundar. A edição é feita de maneira, ao meu ver, porca. Isso roubou o filme do seu ritmo e clima, tornando a linha da história bastante turva e confusa. Mas o Batman é excelente. Superman também, e principalmente a Mulher-Maravilha. O que o filme tem de ruim, também tem de bom. Pra mim, nota 5 seria a melhor forma de classificá-lo.

Precisamos entender que nem tudo será ótimo. E o que não é ótimo não é, por lógica, terrível. O filme pode ter problemas e ainda sim continuar divertido. É a mesma coisa que sinto por Jurassic Park, um filme que não se leva a sério mas a crítica o levou.

Sejamos menos extremistas! Nem positividade, nem negatividade, sejamos realistas.

Deixe uma resposta