Trabalho

Não use o site Freelancer.com

Este update foi escrito no dia 05/07/2016.

Ao conferir meu e-mail na manhã de ontem percebo que recebi uma resposta um tanto quanto bizarra do Freelancer.com:

Freelancer.com me respondendo dia 4
Print-screen tirada em 03/07/2016

Olá Carol,

Saudações do Departamento Financeiro do Freelancer.com.

Este e-mail está sendo enviado em referência à sua preocupação sobre a sua solicitação de reembolso. Uma verificação no nosso sistema mostra que sua conta no Freelancer.com, carolsmts, já foi fechada. Contudo, você solicitou um estorno para os depósitos relacionados aos encargos incorridos. Depois de verificarmos sua conta, nós percebemos que os custos cobrados eram referentes a renovação da sua conta premium. Atente-se que a filiação ao nosso site só é de graça por um (1) mês. Visto que você cadastrou uma forma de pagamento, nosso sistema automaticamente creditou fundos da sua conta do PayPal pelo plano selecionado. Ao ter problemas com nossas cobranças, você deveria ter entrado em contato com o nosso Time de Suporte para ter seu reembolso enviado, ao invés de ter solicitado um estorno (pelo PayPal).

Nós esperamos que a disputa (do PayPal) seja fechada nos favorecendo ou cancelada, nos dando a oportunidade de lhe reembolsar fora dos processos de estorno (do Paypal). Entenda que solicitar uma reversão de pagamento de uma cobrança válida é uma violação dos termos que o usuário concordou no nosso website. Nós estamos mais do que felizes e interessados em resolver isso e devolver os seus depósitos assim que você cancelar a sua solicitação (no PayPal). Por favor, atualize seu chamado conosco assim que sua solicitação (do PayPal) for cancelada para que possamos reembolsar seu depósito.

Estamos aguardando sua cooperação.

Caso precise de mais ajuda, não hesite em entrar em contato conosco novamente.

Bom… Eu nem sei por onde começar. Destaquei as partes que achei mais absurdas. Primeiro que eles falam comigo como se não existisse plano gratuito. Conversei com outros usuários da plataforma, e a maioria deles eram usuários gratuitos. Então é mentira que eu não posso me afiliar ao site por mais de um mês gratuitamente. Isso também vai contra as informações que eles têm no site e me mostraram até agora.

Segundo que eu cadastrei uma forma de recebimento de possíveis freelas, meu PayPal. Eu nunca quis e nem concordei em assinar por nenhum plano só porque vinculei a conta ao meu PayPal, ainda mais porque meu propósito era completamente diferente. Mas tudo bem. Você poderia dizer que foi um erro honesto (de um sistema?). Mas aí entra a parte que mais demonstra que o Freelancer.com não é um site honesto:

A equipe de finanças me recriminou por ter contactado o PayPal sobre o dinheiro primeiro, dizendo que estou indo contra os termos que concordei. Bom, além de não existir nada contra eu preferir abrir uma disputa pelo PayPal (nos termos deles, eles dizem que “recomendam” que você fale com eles primeiro), é muito engraçado eles não estarem contentes com o meu possível “quebrar as regras” que concordei. Afinal, até agora, eles só pisotearam nos próprios termos. E se ofenderam porque enviei uma cobrança sem avisar primeiro? Nossa, mal imagino como deve ser essa sensação.

Por terem se sentido ofendidos e lesados  de alguma forma, o Freelancer.com me explica que só me reembolsarão caso eu cancele meu chamado de disputa no PayPal. Isso me cheirou tão mal, até porque eu vi um usuário do fórum Digital Point reclamando justamente disso. O usuário canaryspace teve a mesma impressão que eu tive: eles só querem que eu cancele o chamado e eles nunca irão me pagar. Meu chamado é a única forma que eu tenho de pressioná-los, e uma vez fechado acho difícil o PayPal deixar que eu abra novamente caso eles não me paguem. Porque eu colocaria minha reputação com o PayPal e meu dinheiro em risco por uma empresa que até agora só tentou me enganar e engambelar? Fora que dizer que não posso pedir meu dinheiro pelo PayPal é muito provavelmente prática ilegal. Termos de Condição não sobrescrevem a legislação.

Ao contrário de canaryspace, eu decidi entrar em contato com o PayPal no mesmo dia. Pela Página do PayPal no Facebook eu expliquei o que o Freelancer.com estava tentando fazer e como eu estava assustada com o comportamento deles. A resposta foi em português e me deixou muito feliz:

paypalisnice

E parece então que a novela chegou a um fim, não graças ao Freelancer.com e sim ao PayPal. A mensagem que eu quero passar com isso tudo é que insisto muito que você pesquise muito sobre um site antes de se cadastrar nele, ou vinculá-lo ao seu cartão de crédito. Se eu tivesse feito isso, não teria sido enganada dessa maneira.

Você, designer, mesmo que tenha tido boas experiências com o site antes, por favor, veja que a qualquer momento você pode ser enganado por essa empresa. Não fui só eu, basta procurar no Google por tantos outros casos onde usuários de todo o mundo foram enganados.

E você, brasileiro, saiba que essa não é a primeira vez que um estrangeiro tenta me passar a perna. E dessa vez eu consegui reverter a situação. Nós levamos fama de desonestos, mas eu já lidei com muito estrangeiro mal caráter. Duas inglesas e agora essa empresa (que parece ser ou Australiana ou Canadense). Não pense que porque algo é estrangeiro ele se torna automaticamente bom ou confiável.

Caso você também tenha passado por algum perrengue com o Freelancer.com, conta aí nos comentários! Com a devida insistência e sabendo dos seus direitos, você consegue suas coisas de volta.

Compartilhe!

Páginas 1 2

Moro em São Paulo, tenho 26 anos e trabalho com design e desenvolvimento web desde 2012. Sou apaixonada por games e literatura, mas as duas coisas que eu mais amo no mundo são cachorrinhos e qualquer coisa cor-de-rosa.